A farmacogenômica envolve a aplicação de tecnologias como o seqüenciamento de DNA, análise da expressão gênica e estatística em pesquisas e testes clínicos de drogas. Como muitas doenças podem resultar da alteração de uma rede de genes em diferentes vias, a farmacogenômica poderia identificar quais genes estariam envolvidos na determinação da resposta a determinada droga. Desse modo, a caracterização genética de populações de pacientes deverá ser parte integral do processo de descoberta e desenvolvimento de drogas. Provavelmente, a seleção de drogas terapêuticas deverá ser substituída por seleção de pacientes nos quais uma determinada droga seria eficaz.

Em nível clínico, enquanto os sintomas de uma determinada doença pareçam ser uniformes, variações individuais em vias poligênicas podem determinar que drogas adequadas para certos pacientes sejam tóxicas para outros. A abordagem farmacogenômica será importante tanto no desenvolvimento de novas drogas como também no resgate de drogas que, enquanto muito efetivas no tratamento de grupos de pacientes, claramente não beneficiam outros grupos que clinicamente não podiam ser diferenciados.

Conceito de Farmacogenômica